x
Novidades

Fique por dentro dos principais conteúdos, notícias e novidades.



A importância de estimular a alimentação saudável desde a infância

Incentivar a alimentação saudável desde a infância é fundamental para garantir bons hábitos durante a vida adulta e viver com mais saúde, qualidade e bem-estar

A infância e a juventude são fases de aprendizado, nas quais todos passam por diversas transformações. Uma delas é o hábito alimentar, e trazer a conscientização sobre a importância e os benefícios para uma alimentação saudável na infância torna o processo mais natural e prazeroso.

O que é uma alimentação saudável?
Uma alimentação saudável é aquela que garante o fornecimento de todos os nutrientes necessários para o funcionamento do nosso corpo, como proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, cálcio vitaminas e outros minerais. Juntos, esses componentes participam do bom desenvolvimento físico e cognitivo. Também é por meio da alimentação que o organismo obtém energia para as atividades da rotina, como brincar, estudar, conversar.

Na infância, este é o primeiro passo para uma vida mais duradoura e com maior bem-estar. Segundo o Ministério da Saúde, isso é indispensável para o crescimento e o desenvolvimento das crianças.

Além disso, é o primeiro passo para evitar a obesidade infantil, um dos problemas de saúde pública mais preocupantes da atualidade: no Brasil, 9,4% das meninas e 12,4% dos meninos são considerados obesos, de acordo com os critérios adotado pela OMS para classificar a obesidade infantil.

Como ensinar uma criança a comer bem?
Entendemos que é um grande desafio estimular nas crianças atitudes positivas e saudáveis em relação aos alimentos. Para te apoiar nesta missão, trouxemos algumas dicas de como desenvolver uma alimentação saudável desde cedo:

Seja o exemplo
As crianças aprendem muito a respeito do alimento ao observar os outros. Sendo assim, a família possui um papel fundamental no processo de aprendizagem da importância de conservar uma alimentação saudável. Os pais e familiares devem cuidar para não criar um ambiente propício à alimentação excessiva ou um estilo de vida sedentário.

Estabeleça horários para as refeições em família
Criar certas regras e hábitos para os momentos das refeições principais é uma boa forma de conversar com as crianças sobre o assunto, ao mesmo tempo em que é possível apresentar-lhes as variadas opções de alimentação saudável para cada momento do dia. É nesta hora que é possível determinar o que pode ser consumido no lugar do refrigerante, por exemplo, e também alertar para a importância de não cometer excessos.

Não use os alimentos saudáveis como punição
Estudos sugerem que os alimentos com baixa palatabilidade (como os vegetais) são oferecidos normalmente envolvendo coação e punição para a criança comer. Já os alimentos ricos em açúcar, gordura e sal são oferecidos em um contexto positivo, como uma recompensa ou em festas. Logicamente isso acaba aumentando a preferência por estes e fazendo as crianças recusarem qualquer outra opção mais saudável.

Introduza os alimentos saudáveis de maneira divertida
Muita cor e diversão. Ofereça à criança cardápios coloridos e servidos de forma divertida. Você pode, por exemplo, criar desenhos ao servir a comida no prato. Também vale misturar alimentos que a criança gosta com outros que ela ainda não conhece. Alguns pratos normalmente fazem a alegria das crianças e ajudam a diversificar as refeições.

Os benefícios da alimentação saudável
Além de ter mais disposição e energia, uma pessoa com a alimentação saudável é menos suscetível a ter algumas doenças como obesidade, câncer, artrite, anemia, diabetes e hipertensão. Isso porque o consumo consciente e equilibrado de bons alimentos faz bem ao organismo e age em nossa mente, nos deixando com um melhor humor, mais dispostos e concentrados.

Os benefícios são inúmeros e só têm a agregar em nossa qualidade de vida, pois, como consequência, também é possível reduzir ou manter o peso, fortalecer os ossos, regular o intestino e melhorar a qualidade do sono.



Ir para o topo