x
Novidades

Fique por dentro dos principais conteúdos, notícias e novidades.



Como começar a tomar anticoncepcional: tire suas dúvidas

Atualizado em 19/09/2023

Os anticoncepcionais são excelentes métodos de controle de natalidade que estão disponíveis desde a década de 60. Mas, afinal, como começar a tomar anticoncepcional?

Um exemplo prático de sua eficácia pode ser comprovado observando a taxa de falha que, quando tomado de forma correta, é de 0,1%.

No entanto, erros ao tomar esses medicamentos são os responsáveis pela falha na prevenção da gravidez – principalmente quando se inicia o tratamento.

Logo, é fundamental que, para que o método anticoncepcional seja realmente eficaz e confiável, as mulheres conheçam a forma correta de utilizá-lo.

Quer saber como começar a tomar anticoncepcional, bem como aprofundar os seus conhecimentos sobre o assunto?

Então, continue conosco e boa leitura!

Conheça os tipos de anticoncepcionais

Antes de aprender, de fato, como começar a tomar anticoncepcional, é fundamental conhecer quais são as opções disponíveis para evitar uma gestação não planejada.

No entanto, é muito importante que essa decisão seja tomada em conjunto com um médico especializado, justamente para reduzir riscos do uso inadequado/incorreto, como você verá nos tópicos seguintes.

Assim, torna-se fundamental contar com o suporte e apoio do ginecologista assim que a idade reprodutiva começar.

Outra forma de conhecer como tomar os anticoncepcionais corretamente é observar as instruções contidas na própria bula do anticoncepcional escolhido. 

Vale ressaltar que o primeiro comprimido deve ser tomado no 1º dia da menstruação e os demais devem ser tomados em sequência, 1 por dia, todos os dias, sempre no mesmo horário, até finalizar a cartela.

A seguir, elencamos os anticoncepcionais disponibilizados no mercado. Acompanhe!

Anticoncepcional de 21 dias

Para que você aprenda como começar a tomar anticoncepcional, deve conhecer os principais tipos. Aqui, temos o anticoncepcional de 21 dias.

Ele deve ser tomado 1 vez ao dia, todos os dias, sempre no mesmo horário, de preferência, e até o final da cartela – totalizando, assim, 21 dias.

Quando a cartela terminar, faz-se uma pausa de 7 dias, e nesse período deve ocorrer a menstruação.

Importante comentar que uma nova cartela deve ser iniciada, independentemente da menstruação, já no oitavo dia em que houve a pausa.

Anticoncepcional de 22 dias

O anticoncepcional de 22 dias segue a mesma regra do de 21 dias, de tomar 1 vez ao dia e sempre no mesmo horário, preferencialmente, mas, desta vez, até completar 22 dias.

Quando a cartela terminar, deve ser realizada uma pausa de 6 dias e, no sétimo dia de pausa, iniciar uma cartela nova de anticoncepcional.

Anticoncepcional de 24 dias

Você já sabe, né? 1 vez ao dia, sempre no mesmo horário, até que a cartela seja finalizada, fazendo com que haja 24 dias ininterruptos do uso deste medicamento. 

Após finalizar a cartela, uma pausa de 4 dias deve ser realizada e, no quinto dia da pausa, uma nova cartela pode ser iniciada, mesmo que a menstruação ainda não tenha aparecido ou que já tenha terminado. 

Anticoncepcional de 28 dias

Por último, mas não menos importante, temos o anticoncepcional de 28 dias, o qual totalizará, como o próprio nome sugere, 28 dias em que o anticoncepcional estará sendo tomado, sempre no mesmo horário.

Quando se opta por esse esquema, ao finalizar a cartela, não há um período de pausa entre elas. Ou seja, ao terminar, uma nova cartela deve ser iniciada já no dia seguinte.

Tipos de anticoncepcionais

 

O que saber antes de começar a tomar anticoncepcional?

Aqui, antes de começar a utilizar qualquer tipo de anticoncepcional, reforçamos a importância de contar com o suporte especializado de um profissional médico.

Isso porque, somente ele é capaz de prescrever a melhor opção para cada caso especificamente.

Assim, após uma avaliação clínica personalizada, o ginecologista terá condições de estabelecer o melhor método contraceptivo e poderá indicar o melhor anticoncepcional, justamente para que as suas necessidades sejam atendidas de forma integral. 

Além disso, é importante ressaltar que, quando a mulher não atende às recomendações sobre a maneira correta de tomar anticoncepcional, o risco de engravidar é grande, fazendo com que ela recorra a pílulas de emergência, por exemplo, o que não é uma prática ideal. O ideal é que se tome corretamente o anticoncepcional para não precisar recorrer à contracepção de emergência..

Como começar a tomar anticoncepcional: principais perguntas

Sem dúvida, esse é um assunto que pode gerar dúvida nas mulheres, principalmente aquelas que estão entrando agora em idade reprodutiva.

Por conta disso, para que você entenda um pouco mais sobre o assunto e saiba como começar a tomar anticoncepcional, elencamos as perguntas mais frequentes.

Acompanhe!

Pode começar a tomar anticoncepcional em qualquer dia?

Na verdade, a pílula anticoncepcional pode ser iniciada em qualquer dia do ciclo. No entanto, a desvantagem em não começá-la no primeiro dia da menstruação é que a proteção não será conferida de forma imediata à paciente. Se a pílula está sendo utilizada pela primeira vez, é necessário usar também um método contraceptivo complementar nos primeiros 7-10 dias, pois o efeito contraceptivo não é imediato.  

Logo, o recomendado é que a pílula seja tomada logo no primeiro dia do ciclo menstrual. Isso porque, apenas 7 dias após a paciente estará devidamente protegida contra uma gravidez não planejada.

Veja também: Como fazer o teste de gravidez? Veja o passo a passo!

Como voltar a tomar anticoncepcional depois de esquecer?

De forma geral, a recomendação é que, caso a mulher tenha esquecido de tomar o anticoncepcional, é que tome assim que lembrar. 

Esse atraso não pode virar rotina na vida da mulher. Afinal, isso pode comprometer a eficácia desse método de forma significativa.

Se houver transcorrido menos de 12 horas do horário habitual de ingestão, a proteção contraceptiva não será reduzida. Deve-se tomar imediatamente o comprimido esquecido e continuar o restante da cartela no horário habitual. Se houver transcorrido mais de 12 horas, a proteção contraceptiva pode estar reduzida neste ciclo.

Sempre ter em mente duas regras básicas: 1) a ingestão dos comprimidos nunca deve ser interrompido por mais de 7 dias; 2) são necessários 7 dias de ingestão contínua dos comprimidos para conseguir supressão hormonal adequada para não ovular.

Na dúvida, consulte a bula do anticoncepcional que estiver tomando ou seu ginecologista para obter a orientação correta, pois pode haver variação dependendo da semana do ciclo em que se esquece de tomar a pílula.

Dica para não esquecer de tomar anticoncepcionais

 

Dicas para não esquecer de tomar o anticoncepcional

Procure tomar o anticoncepcional sempre de manhã. Se possível, deixe a cartela na cabeceira da cama o mais perto possível. 

Assim, a sua primeira ação no dia será tomar a pílula anticoncepcional e, depois, você poderá realizar suas tarefas do dia a dia sem maiores preocupações.

Outra dica valiosa é colocar o celular para despertar com o lembrete “tomar a pílula” ou alguma frase que te lembre de tomar o anticoncepcional.

Inclusive, hoje, existem diversos aplicativos que podem te ajudar a lembrar – alguns ainda auxiliam no controle do ciclo menstrual. 

Posso tomar antibióticos durante o uso da pílula?

O antibiótico é um recurso utilizado para tratar determinadas doenças provocadas por bactérias que prejudicam a saúde do indivíduo.

 O uso conjunto da pílula anticoncepcional com antibióticos não traz riscos à saúde da mulher.

No entanto, caso você esteja enfrentando alguma doença bacteriana e, ao mesmo tempo, tomando uma pílula anticoncepcional, procure um médico e tire todas as suas dúvidas.

Tomei a pílula anticoncepcional e vomitei logo depois. Devo tomá-la novamente neste dia?

Caso tenha ocorrido quadros de vômito após uma hora em que a pílula anticoncepcional foi ingerida, outra deve ser tomada. 

Quando há quadros graves de diarreia ou até mesmo vômitos que persistem por mais de 24 horas, procure orientação médica.

A pílula deve continuar a ser tomada mas deve ser tomada junto a outro método contraceptivo complementar a, como a camisinha, por exemplo, justamente para que se conceda maior proteção à mulher.

Existe uma idade mínima para começar a tomar a pílula?

Na verdade, não existe uma idade certa para começar a tomar pílula anticoncepcional. No entanto, é fundamental que a mulher já esteja em seu ciclo fértil.

Ou seja, o tratamento com a pílula pode ser iniciado assim que a adolescente começar a menstruar. 

Vale ressaltar que, para um controle melhor, bem como a definição da conduta terapêutica mais apropriada, uma consulta personalizada com o médico deve ser o primeiro passo.

Pílula anticoncepcional faz mal?

Essa é uma dúvida bastante recorrente entre as mulheres e a resposta é bem simples: não, a pílula anticoncepcional não faz mal. 

Alguns efeitos adversos podem ocorrer, mas eles são extremamente raros. Para você ter uma ideia, em mulheres saudáveis, o risco de trombose, por exemplo, é de 0,1%, enquanto que os riscos de desenvolvimento de problemas cardiovasculares é de 0,02%. 

No entanto, seja qual for o tipo de pílula anticoncepcional escolhido para o seu caso, aqui, na União Química, temos os melhores produtos para a saúde feminina.

Afinal, temos diversos produtos e certamente um deles será adequado ao seu perfil, para que você garanta tranquilidade no seu tratamento. 

Acesse o nosso site e conheça os melhores produtos para a saúde feminina.

Produtos para a saúde da mulher

 

Conclusão

Hoje, neste artigo exclusivo, você pode aprender como começar a tomar anticoncepcional. 

Além disso, pode conferir alguns detalhes importantes sobre cada tipo de anticoncepcional disponibilizado no mercado.

Por fim, foi capaz de aprender a resposta para as perguntas mais frequentes sobre o assunto.

E também pode conferir que a  União Química é uma empresa que coloca o paciente em primeiro lugar e que está em constante evolução para sempre garantir o acesso a medicamentos de qualidade.

Para continuar aprendendo, acesse o blog da União Química e não perca nenhuma novidade.

Fontes





Ir para o topo