x
Novidades

Fique por dentro dos principais conteúdos, notícias e novidades.



O que é endometriose: confira causas, sintomas e tratamentos

Saber o que é endometriose tem se tornado uma preocupação crescente. Especialmente porque, hoje em dia, a condição afeta cerca de 15% da população feminina brasileira.

Mas quais são as causas para isso? E como lidar com o tratamento da endometriose? Essas e outras questões sobre o assunto serão respondidas ao longo deste artigo.

Acompanhe, e entenda, definitivamente, o que é endometriose e por que você deveria entender tudo sobre o tema.

O que é endometriose?

Vamos explicar, primeiro, o que é endométrio: trata-se da mucosa que reveste a parede interna do útero. Por estar sujeito às alterações do ciclo menstrual, ele é eliminado pelo organismo durante esse período — com exceção dos casos em que ocorre a fecundação. Aí, é o local onde o embrião vai se implantar na gestação.

Com isso, fica um pouco mais claro explicar o que é endometriose, que é caracterizada pela presença de tecido endometrial localizado fora da cavidade uterina, como no abdome, ovários e intestino.

Causas da endometriose

O distúrbio pode ser estimulado por alguns fatores. A seguir, vamos falar sobre as teorias mais comuns.

Teoria da Regurgitação

Avaliada ao longo da década de 1920, a Teoria da Regurgitação Transtubária do Sangue Menstrual descreve a endometriose como sendo originada a partir da dificuldade de escoamento da menstruação.

Genética a

Há, ainda, um fator genético e hereditário para a ocorrência da endometriose. Famílias com histórico da doença são mais propensas a desenvolvê-la nas gerações seguintes.

Menstruação retrógrada

A teoria mais popular em torno daqueles que se dedicam a saber o que é endometriose é a menstruação retrógrada. Nela, explica-se a doença a partir do fluxo oposto da menstruação, cujo sangue percorre o caminho através das trompas de Falópio até invadir as estruturas pélvicas do corpo. 

Interessante observar, também, é que mais de 90% das mulheres convivem com esse fenômeno. A diferença é que apenas 10% desse total, aproximadamente, desenvolve a endometriose por conta desse refluxo sanguíneo.

Quais são os sintomas da endometriose?

Podem ocorrer situações em que a endometriose não se manifesta por meio de sintomas — sendo, portanto, assintomática. Contudo, é comum que a doença apresente sinais e sintomas que comprometem o dia a dia de muitas mulheres.

O que a endometriose pode causar

 

Confira quais são os principais sintomas da endometriose:

  • episódios de dor ao praticar relações sexuais;
  • cólicas menstruais com muita intensidade;
  • diarreia durante o período menstrual;
  • dificuldade de engravidar;
  • dores na região pélvica;
  • dor ao evacuar;
  • dor ao urinar;
  • constipação;
  • fadiga.

Também vale explorar a questão da intensidade e frequência da dor. Nem sempre o desconforto é insuportável, mas a extensão desses sintomas é o que desperta a possibilidade de endometriose.

Ou, ainda, muitas vezes as mulheres descobrem o que é endometriose (e que são portadoras da doença) quando encontram dificuldade para engravidar — tornando-se um tema elementar de saúde feminina, portanto.

Pois é importante destacar que, sem os devidos cuidados, existe o risco de a endometriose causar infertilidade.

E para a realização do diagnóstico, são feitos exames clínicos pelo ginecologista e, ainda, exames de imagem, como o ultrassom, a ressonância magnética e a videolaparoscopia.

Relação entre endometriose e infertilidade

A endometriose é tida como uma das principais causas para a infertilidade feminina.

Isso acontece porque o processo inflamatório localizado nas tubas e no ovário forma cicatrizes. E, quando isso acontece com frequência, tende a causar um mau funcionamento das tubas.

Locais onde a endometriose pode se instalar: conheça.

O endométrio pode começar a se espalhar para outros órgãos do corpo. Pode, por exemplo, surgir na bexiga, no intestino, no septo retovaginal, no colo do útero, no peritônio e também nos ligamentos uterinos.

Endometriose é grave

 

Endometriose intestinal

Quando o tecido endometrial se aloja nas paredes do intestino, desenvolvendo-se por ali, o funcionamento do órgão pode ser prejudicado. Como resultado disso, sintomas de desconforto — como dores na região abdominal ou mesmo mudanças nos hábitos intestinais — são percebidos.

Algo que acontece com ainda mais intensidade durante a menstruação.

Endometriose no ovário

Por fim, a endometriose no ovário — ou endometrioma. O que ocorre nesse tipo de manifestação da doença é que cistos nos ovários são formados. E, complementarmente, lesões aparecem. Esse é um agravante porque o processo inflamatório tem relação direta com o risco de infertilidade da mulher.

Qual seria o tratamento da doença?

O tratamento da endometriose tem por objetivo atenuar os sintomas e tentar eliminar focos de endometriose. Um dos tratamentos, inclusive, é a própria gravidez.

Portanto, a abordagem terapêutica é considerada de acordo com a gravidade dos sintomas de endometriose que cada paciente relata. E, para isso, duas opções são indicadas:

  • medicamentos;
  • intervenção cirúrgica.

Há, ainda, a opção integrada em que ambos os tratamentos são administrados. Isso tudo vai depender da avaliação clínica do médico ginecologista.

E como funcionam esses métodos de lidar com a endometriose: com medicamentos, há uma variedade ampla de opções, que vão desde anti-inflamatórios a analgésicos e contraceptivos orais, entre outros tipos de produtos.

Já o tratamento cirúrgico demanda a aplicação da videolaparoscopia. Nela, os focos de endometriose são removidos por completo ou apenas aqueles que possam estar mais relacionados aos sintomas. Situações que demandam ainda mais cuidados podem exigir a remoção dos órgãos pélvicos.

Sintomas de endometriose no intestino

 

Uma boa notícia é que, atualmente, certos casos podem ser tratados por meio da videolaparoscopia. O procedimento, realizado com laser e o auxílio de imagens transmitidas por vídeo, é menos invasivo, gera menos risco às pacientes e, ainda, pode demandar um tempo de recuperação inferior se comparado com a laparoscopia convencional.

Deve ter dado para perceber, então, que manter sua saúde em dia exige, acima de tudo, autoconhecimento para interpretar os sinais que o corpo transmite. E você pode ter participação ativa na manutenção e na promoção da sua qualidade de vida e do seu bem-estar.

Conclusão

Aprendemos, ao longo deste post, o que é endometriose e como essa doença afeta a saúde das mulheres. Além disso, destacamos os sintomas e as formas de tratamento para que você desmistifique o assunto e possa lidar da melhor forma possível com a abordagem e com a administração dos cuidados para levar uma vida balanceada, saudável e com a sua qualidade de vida em alta.

Fontes

Endometriose: manifestações clínicas e diagnóstico

O impacto da endometriose na qualidade de vida

Endometriose

Endometriose: o que é e quais são seus sintomas



Ir para o topo